spacer logo
line
 
   FESTIVAL 2009


line

   Apresentação
   Programa
   Destaques

line


   Escola de Verão
   Janela Indiscreta
   Crónica

line

   Newsletter
   Apoios
   Ficha Técnica
   Contactos

line

   Escrita na Paisagem no  TWITTER 

line

   EDIÇÕES ANTERIORES

   2008 | 07 | 06 | 05 | 04

line

 
spacer line

JANELA INDISCRETA
spacer line



line
 
line
Plataforma Internacional de Criação Universitária
Espectáculos de teatro, música, performance, novos média, livros, encontros, debates
2 a 12 de Julho
Arraiolos, Évora, Montemor, Portel, Vendas Novas
Debates e encontros no Ponto de Encontro do Festival
Galerias dos Celeiros (1º piso dos antigos Celeiros da EPAC, junto ao Eborim)

Janela indiscreta – plataforma internacional de criação universitária tem este ano uma segunda edição. Plataforma que visa enquadrar a apresentação de projectos universitários que abordam com um olhar contemporâneo e/ou experimental diversas áreas artísticas —teatro, performance, música, artes plásticas—, ela propõe-se abrir a criação universitária local, nacional e internacional à região e promover o debate sobre as criações apresentadas, métodos e motivações de trabalho artístico entre os vários interlocutores.

Consolidando e aprofundando consequências da proposta estreada o ano passado, a Janela Indiscreta integra iniciativas curriculares e extra-curriculares de alunos da Universidade de Évora, bem como criações internacionais: o projecto de teatro Hauntology (How To Construct The Joker), da licenciatura em Contemporary Theatre and Performance, da Manchester Metropolitan University (UK), coordenado por Nancy Reilly-McVittie; dois projectos de visuals, da autoria de dois doutorandos da Columbia University (Nova Iorque, USA); e as produções As Três Irmãs e Fulaninha e Dona Coisa, pela Traço Cia. de Teatro, do Brasil.

Às apresentações de projectos, juntam-se os workshops (PGT e Bello Benischauer) e os muitos tempos de debate, encontro informal entre alunos e docentes das diversas escolas, entre si e com a população. Por isso este ano o modelo procura promover o encontro entre os criadores emergentes / em formação e a região, apostando na descentralização, com vários espectáculos a terem lugar em vários municípios do distrito de Évora – Évora, Arraiolos, Montemor-o-Novo, Vendas Novas, Portel e Estremoz.

Por fim, é no Ponto de Encontro do Festival que se situa o momento privilegiado para este cruzar de experiências, perspectivas e saberes (a partir das 21h): é nas Galerias dos Celeiros (1º piso dos antigos Celeiros da EPAC, junto ao Eborim). É para lá que vos desafiamos. Participem!
space diana

   
Home